Super salários na Prefeitura de Porto Velho geram danos de 25 milhões/ano ao município

Publicado 10/06/2021
A A
Foto: Assessoria

A denúncia foi feita pelo próprio prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves, nessa quinta feira, 10 de junho, após protocolar a denúncia e pedir investigações junto ao Ministério Público, com referência aos super salários de 120 servidores estatutários do alto escalão do município. 

  “Esperamos que os fatos sejam apurados com todo rigor necessários e o mais rápido possível para que seja estancado esse dreno de recursos públicos indevidos”, disse o Prefeito, acrescentando que a prefeitura está de portas abertas, e irá colaborar para que tudo seja investigado.

  Esses super salários foram descobertos a partir de inspeção de rotina do Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Município (IPAM), quando descobriram que o salário de um servidor da Procuradoria Geral do Município, era superior ao teto condicional da prefeitura, é proibido alguém receber mais que o salário do prefeito que é de R$ 24.500,00 brutos. Isso chamou a atenção e se iniciou uma investigação.

  Nesse ato investigatório se constatou que servidores estariam recebendo salários da Prefeitura de Porto Velho em valores que iam de 40 a 80 mil reais mensais, estimando que foram de aproximadamente 2,5 milhões de reais as perdas mensais do município. “Eu não sei efetivamente há quanto tempo isso vem acontecendo, mas foi essa denúncia que apresentei ao Ministério Público, para que se apurem os fatos e chegue à verdade”, disse Hildon Chaves.

  Segundo o prefeito, são servidores lotados na Secretaria Municipal de Fazenda e no grupo de fiscais: de postura, de vigilância sanitária, na Procuradoria do Município e na Controladoria Geral do Município. Pelas investigações realizadas internamente foi constatado um dano anual de cerca de 25 milhões, se considerarmos um mandato de quatro anos esse número sobe para 100 milhões de reais. (Com informações do Rondoniagora)

Fique ligado!

Quer receber nossas notificações?