Porto Velho reforça o ensino fundamental com o programa Alfabetiza Porto Velho
Consultoras em educação foram in loco verificar os avanços na alfabetização de crianças e adolescentes da zona Leste

Publicado 20/10/2021
A A

Os investimentos em formação de professores do ensino infantil e fundamental têm gerado resultados positivos para a educação em Porto Velho. Para melhorar os resultados da alfabetização na idade certa, a Prefeitura de Porto Velho firmou uma parceria com o Tribunal de Contas de Rondônia (TCE/RO), que recebeu o programa “Alfabetiza Porto Velho” de braços abertos para o alcance das metas do Plano Municipal de Educação (PME).

O apoio veio com o envio de consultores em educação de São Paulo, contratados pelo TCE/RO, para analisar as avaliações desse programa educacional da Secretaria Municipal de Educação (Semed).

As consultoras Rita de Cassia Paulon e Sueli Amaral estiveram na terça-feira (19) na Escola Municipal Jesus de Nazaré, acompanhadas da secretária da Semed, Gláucia Lopes Negreiros, para conhecer os avanços na alfabetização.
A escola atende 1.030 alunos divididos em 30 turmas e vem atuando com números acima da média no Índice do Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), ficando com 5.4 pontos na última medição, o que é considerado um avanço, pois nos anos letivos anteriores estavam pontuando 5.0, a meta mínima.

A secretária da Semed falou que os gestores e professores estão de parabéns. “Trouxemos as formadoras e consultoras do TCE para as escolas da zona Leste estrategicamente, para que sintam a realidade e os esforços aqui somados pela educação de qualidade”, completou.

“Viemos aqui conversar com os diretores e supervisores da escola para conhecer o método adotado para esse crescimento. Entendemos as dificuldades e sabemos que os estudantes nem sempre têm disposição de estudar em casa, por isso, ficamos curiosas para saber como foi o trabalho desenvolvido aqui na Jesus de Nazaré”, comentou Sueli Amaral, uma das consultoras de educação contratadas pelo TCE/RO.

A diretora da escola, Cíntia Conceição, explicou que mesmo com o impacto muito grande sentido pelos alunos em não ter aula presencial, a abordagem remota teve resultado e agora com o formato presencial de volta e o programa “Alfabetiza Porto Velho”, a esperança também veio junto.

“Fizemos pesquisas e sondagens para medir os efeitos das atividades no aprendizado dos alunos, planejamos e reformulamos as abordagens metodológicas com jogos e outras intervenções, sempre se direcionando através dessas sondagens para alcançar resultados positivos, e tem dado certo”, revelou a diretora.

Escola Jesus de Nazaré atende 1.030 alunos
Escola Jesus de Nazaré atende 1.030 alunos
“Estamos felizes em encontrar uma unidade escolar que mesmo diante de um cenário com tantas dificuldades sociais, esteja em conformidade com a qualidade de ensino e aprendizagem, alinhada com a formação de professores e investimentos na educação. Nosso papel é avaliar se há ou não riquezas na aprendizagem”, disse a consultora Rita de Cássia Paulon, do TCE/RO.

ALFABETIZA PORTO VELHO

A Semed instituiu o Programa “Alfabetiza Porto Velho” este ano, desenvolvido com o apoio do TCE/RO que contribui com a consultoria e assessoria pedagógica. Com essa iniciativa, a Secretaria pode capacitar professores alfabetizadores que facilitem a execução de um trabalho diferenciado com crianças do 1º ao 3º ano do Ensino Fundamental (EF).

Gláucia Negreiros informou que o programa trabalha com metas audaciosas como, por exemplo, alfabetizar 100% dos alunos até o 2º ano do Ensino Fundamental e promover uma complementação no último ano, facilitando o desenvolvimento da leitura, escrita e compreensão de texto. “Há a força de trabalho de nossos professores e de equipes técnicas da Semed, além da atuação dos gestores escolares na busca em alcançar os objetivos já definidos”, acrescentou.

"Nessas duas gestões do prefeito Hildon, Porto Velho melhorou nas avaliações do Ideb graças a programas como os de formação de docentes, acolhimento de profissionais da educação, o Primeiros Passos, Busca Ativa, Saúde na Escola e o próprio Alfabetiza Porto Velho, que é um dos carros-chefe dessa nossa gestão em educação”, finalizou Gláucia Negreiros.

Fique ligado!

Quer receber nossas notificações?