Geral
Paciente internado há mais de 200 dias recebe alta com homenagem de profissionais: ‘Achei que não ia sair vivo’
Luciano Linhares Borges, de 35 anos, ficou internado para tratar de úlcera na pele e precisou amputar uma das pernas. Vídeo mostra equipe médica reunida no corredor para aplaudir o paciente; veja.

Por Danielle Oliveira
Publicado 23/05/2020
Atualizado 23/05/2020
A A
Foto: Divulgação/Hospital de Urgências de Goiânia

Depois de mais de 200 dias internado, o vendedor Luciano Linhares Borges, de 35 anos, recebeu alta do hospital em Goiânia. Ele foi internado para tratar de úlcera na pele e precisou amputar uma perna. Na saída de Luciano, a equipe médica se posicionou no corredor para aplaudir o paciente, que ficou bastante emocionado e revelou que acreditava que não fosse sair vivo do hospital (Veja vídeo).

“É difícil falar, porque eu achei que não ia sair vivo daqui. Eu tive essas meninas [funcionárias] aqui que me ajudaram bastante, que me trouxeram alegria e me apoiaram. Se não fosse os médicos, as enfermeiras, as meninas da limpeza, esse pessoal todo, o meu tratamento não seria como eu desejaria que fosse. Imensa gratidão”, disse Luciano.
Luciano deixou o Hospital de Urgências de Goiânia Dr. Valdomiro Cruz (Hugo) na última quarta-feira (20). Ele foi internado no dia 16 de outubro de 2019 e saiu depois de 217 dias internado. Além da úlcera, Luciano tratou os quadros de tetraplegia, e depressão grave.

Para a coordenadora de Relacionamento e Ouvidoria do Hugo Ariana Leonel, a felicidade em viver esse momento marcou toda a equipe.

“Esse paciente ficou internado com a gente por sete meses, é um paciente que tem um vínculo muito forte com a equipe. Ficou internado com a gente por vários procedimentos, uma internação bem complicada do ponto de vista clinico, e nesse momento a gente conseguiu dar alta para ele. Está indo para casa e, como temos um vínculo especial com ele, resolvemos fazer essa breve despedida para ele”, disse.

De acordo com a coordenadora, a princípio, o paciente era resistente ao tratamento, mas com o trabalho do departamento de psicologia ele cedeu e admitiu as intervenções.

“Ele é um paciente vítima de um trauma. Ele sai hoje com algumas complicações, mas sai uma pessoa muito grata, pessoa maravilhosa e estamos muito felizes de dar essa alta para ele”, completou Ariana.
Após tanto tempo longe de casa, o vendedor agora está curtindo os momentos com a família.

“Me senti amado chegando em casa. Me senti feliz e confortável, com a sensação de estar vivo novamente. Tudo para mim está sendo novo, pois não imaginava o quão bela a vida é”, disse.

Cadeira de rodas
Durante os sete meses em que ficou internado, Luciano passou por cinco cirurgias e precisou amputar uma das pernas, devido a úlcera. “Meu tratamento exigia muito do meu corpo. No final de todas as cirurgias, tivemos uma reunião e uma conclusão que me levou a decidir que precisava tirar uma perna. Ou deixava a úlcera junto com a necrose me comer vivo. Agora tenho que aceitar uma cadeira de roda mas estou feliz por estar vivo”, disse.

Agora, Luciano conta que precisa de uma cadeira de rodas sob medida para poder se locomover. Segundo ele, a cadeira que ele tem é grande para ele.

“Se alguém puder me ajudar eu agradeço muito, pois sou cidadão que tenho família que depende de mim e não tenho condições de comprar uma no momento”, disse.

Foto: Divulgação/Hospital de Urgências de Goiânia
Foto: Divulgação/Hospital de Urgências de Goiânia

Fonte: G1 GO

Curado   Linhares Borges   Luciano Linhares   Coronavírus   Internado   Ficou Internado   HOSPITAL   Paciente  

Mais em Geral

Fique ligado!

Quer receber nossas notificações?