Projeto de tanque soviético ultrassecreto revela disparo de mísseis nucleares a 13 km

Publicado 07/01/2019
A A

O blindado foi baseado no tanque T-64 e preparado para ser equipado com uma arma nunca antes vista, capaz de disparar mísseis nucleares.

Os engenheiros do exército soviético projetaram um tanque para lutar no campo de batalha durante a Guerra Fria, conforme publicação do jornal The Sun.

O projeto tinha como objetivo levar armas nucleares à linha de frente, inclusive com lançadores móveis de mísseis nucleares.

Entretanto, a arma mais mortal seria um tanque, capaz de disparar três mísseis devastadores, equipados com armas inovadoras. A arma de calibre 300 milímetros e um peso de lançamento de 150 kg, contava com um rendimento mortal de 0,3 quiloton.

Além disso, o temível tanque Taran seria capaz de transportar até 12 mísseis guiados, além de projéteis nucleares. Porém, foi constatado que os projéteis da arma não tinham qualquer tipo de orientação.

No entanto, na década de 70, o projeto do tanque Taran foi arquivado, pois o veículo blindado não apresentava a precisão desejada no momento do disparo, com desempenho ruim quanto à orientação do projétil.

Fique ligado!

Quer receber nossas notificações?