Rondônia recebe mais 40.150 mil doses de vacinas contra a covid-19
Esta é a 13ª remessa de imunizantes contra covid-19 enviada pelo Governo Federal a Rondônia

Publicado 17/04/2021
A A

O Governo de Rondônia, por meio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) recebeu na madrugada deste sábado (17) mais 40.150 mil doses de vacinas contra a covid-19. Esta é a 13ª remessa de imunizantes enviada pelo Governo Federal a Rondônia. Deste total, 16.4 mil doses são da CoronaVac e 23.750 da AstraZeneca.

Segundo relatório da Agevisa, com a chegada da nova remessa de vacinas, rondonienses a partir dos 60 anos já poderão receber os imunizantes, contudo, continuam as vacinações de integrantes da linha de frente da Saúde, bem como de profissionais das forças de segurança (tanto estaduais quanto federais).

A tarefa do Poder Executivo é receber os imunizantes e encaminhá-los às Regionais de saúde instaladas  nos municípios polos. As prefeituras recebem o material se encarregam das vacinaçoes. O diretor-executivo da Agevisa, Edilson Silva, relatou que o lote recebido da União será reorganizado de modo que cada Regional de saúde receba a quantidade necessária para imunização dos beneficiados. “Serão destinadas para Ji-Paraná 9.4 mil doses; 4.425 mil para Cacoal; 3.785 mil para Vilhena; 6.010 mil para Ariquemes; 4.555 mil para Rolim de Moura e 11.975 mil para Porto Velho”, detalha.

O coordenador de imunização da Agevisa, Ivo Barbosa, explicou que com este último lote, Rondônia recebeu 333.108 mil doses de vacinas contra a covid-19. Ainda segundo cálculos do coordenador, para vacinar toda a população, o Estado vai precisar de mais 1,4 milhão de doses.

O Governo de Rondônia comprou diretamente da Rússia um milhão de doses da Sputnik V. O processo de compra aconteceu em conjunto com mais 11 estados brasileiros. Agora cabe à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizar o pedido de importação excepcional dos imunizantes. O Supremo Tribunal Federal (STF) deu um prazo de 30 dias para que a Anvisa emita as autorizações necessárias para a chegada destas vacinas.

Fique ligado!

Quer receber nossas notificações?